Seu navegador está desatualizado.

Para experimentar uma navegação mais interessante, recomendamos que você o atualize clicando em um dos links ao lado.
Todos são gratuitos e fáceis de instalar.

 
  • em vitruvius
    • em revistas
    • em jornal
  • \/
  •  

pesquisa

revistas

drops ISSN 2175-6716

sinopses

português
José Lira comenta sua relação de amizade e sua admiração por Ecléa Bosi, Professora emérita do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, falecida no dia 10 de julho de 2017.

como citar

LIRA, José. Morre Ecléa Bosi. Sobre a informalidade, o senso de humor e a ousadia intelectual da professora emérita da USP. Drops, São Paulo, ano 17, n. 118.04, Vitruvius, jul. 2017 <http://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/17.118/6602>.



Estou chocado com a notícia! Fazia iniciação científica na UFPE quando pela primeira vez ouvi falar dela. Nossa orientadora, Vera Milet, nos sugerira a leitura de Memória e sociedade antes de cair em campo a entrevistar os velhinhos da favela do Encanta Moça. Nada do que jamais li sobre história oral até hoje, compara-se ao registro e à reflexão acerca de seus encontros e entrevistas com Seu Adamastor, Dona Risoleta, Dona Alice, Seu Amadeu e os outros ali recolhidos.

Pouco depois viria a me encantar com um outro livro de sua autoria, salvo engano anterior àquele, sobre a Leitura de operárias. Metido que era, fiquei mais impressionado com sua apropriação da teoria da hegemonia de Gramsci, já tingida do cuidado com a palavra do outro à la Simone Weil, que por suas observações absolutamente originais, generosas e ao mesmo tempo contundentes sobre aquelas mulheres do povo que então começavam a fazer uso de certa literatura de massa.

Muitos anos depois, quando eu dirigia a Casa de Dona Yaya, tive o prazer de conhecê-la pessoalmente. Ela coordenava o programa da USP Aberta à Terceira Idade e sentávamos lado à lado no Conselho de Cultura e Extensão. Acho que ela não suspeitava de como me sentia acanhado em tê-la ao meu lado, e vira-e-mexe no correr daquelas longas sessões ela se dirigia a mim com tal informalidade e senso de humor que me fazia sentir mais importante do que eu era.

Apesar de não ter sido seu aluno, suas pesquisas continuam a me inspirar e de algum modo – espero – também como professor. É nessas horas que lembramos a honra que é poder ensinar em uma universidade que teve em seus quadros a figura de Ecléa Bosi. Que suas lições, gravadas em sua docência, em seus livros, na memória de tantos quantos com ela conviveram, continuem a irradiar a mesma ousadia intelectual que a moveu!

sobre o autor

José Tavares Correia de Lira é arquiteto e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

 

comentários

118.04 homenagem
sinopses
como citar

idiomas

original: português

compartilhe

118

118.01 política urbana

Seres sem alma

A politica de drogas e o urbanismo militar

Marcos Antonio Francelino da Silva

118.02 política

13 de dezembro de 2006

O dia em que a Bélgica acabou

Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima

118.03 urbanidade

A cidade dos Dorian Grays

Marcio Martins

118.05 leis ambientais

Seriam mesmo exageradas as exigências ambientais?

Álvaro Rodrigues dos Santos

118.06 crônica

O Padre Perneta

Anacrhônicas da Franca do Imperador

Mauro Ferreira

118.07 crônica

Feliz Dia do Homem!

Ana Paula Bruno

jornal


© 2000–2017 Vitruvius
Todos os direitos reservados

As informações são sempre responsabilidade da fonte citada