Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects  


abstracts

português
A nova sede da Natura em São Paulo, autoria de Lilian Dal Pian e Renato Dal Pian e fruto de vitória em concurso de projetos, com fotos de Nelson Kon e Pedro Mascaro.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Sede Natura São Paulo – NASP. Projetos, São Paulo, ano 17, n. 202.01, Vitruvius, out. 2017 <http://vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/17.202/6722>.


Em 2011, a Natura, uma multinacional brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza, promoveu um concurso de arquitetura a convite, para sua nova sede administrativa em São Paulo. O projeto escolhido entre nove equipes participantes se localiza as margens da Via Anhanguera, a um quilômetro da Marginal Tietê. Construído ao lado do centro de distribuição da empresa, ocupa uma gleba de vegetação densa de aproximadamente 112 mil metros quadrados. Com área de 29.700 m², seu programa contempla espaços corporativos para 1.600 colaboradores, além de áreas de apoio, serviços e utilidades.

Respeitando as condições naturais do terreno, pensou-se o edifício como uma Torre Horizontal transparente e de grande permeabilidade, de aproximadamente 100 metros de comprimento. Como um corpo “flutuando” em meio à exuberante vegetação, recebe os fluxos principais de pedestres por meio de passarelas que transpassam as copas das árvores. Jardins, áreas verdes e espelhos d’água surgem como incisões e elementos que invadem sua massa construída e equilibram sua volumetria.

Sede Natura São Paulo – NASP, esquema da dupla pele, São Paulo, 2017. Arquitetos Lilian Dal Pian e Renato Dal Pian
Imagem divulgação

Composto por seis pavimentos (térreo, três andares-tipo e dois inferiores), seus espaços internos se articulam ao entorno de um Vazio Integrador, que percorre todos os pavimentos. Para esse vazio se voltam jardins internos escalonados e se debruçam as circulações horizontais dos pavimentos. Elevadores panorâmicos e um conjunto de escadas transpassam o Vazio Integrador e reforçam a prerrogativa de um edifício extrovertido, que expõe o fluxo e o movimento dos usuários. Uma ampla Cobertura Unificadora, composta por caixilhos horizontais envidraçados e brises perfurados metálicos, filtra a luz natural incidente no interior do edifício.

Seguindo princípios da ecoeficiência, as fachadas contínuas envidraçadas da Torre Horizontal são protegidas por brises metálicos (fachadas Norte e Sul) e por uma pele bioclimática composta por passadiços metálicos e brises em vidro laminado e serigrafado (fachadas Leste e Oeste) que proporcionam alta qualidade ambiental aos espaços internos. O capeamento verde de sua cobertura intensifica e conclui o isolamento térmico de todo o edifício.

Oferecendo espaços de trabalho pouco convencionais, porém dinâmicos, fluídos e extrovertidos, a arquitetura do NASP procura externar os princípios que fundamentam, regem e conduzem as ações da empresa – sustentabilidade, inovação, compromisso sócio-ambiental e transparência.

Sede Natura São Paulo – NASP, brises serigrafados, São Paulo, 2017. Arquitetos Lilian Dal Pian e Renato Dal Pian
Imagem divulgação

ficha técnica

projeto
Sede Natura São Paulo – NASP

local
São Paulo SP

datas
Concurso: 2011
Desenvolvimento do projeto: 2011/2013
Construção: 2014/2017

áreas
Terreno: 111.736,00 m²
Construída: 29.700,00 m²

autores
Lilian Dal Pian e Renato Dal Pian / Dal Pian Arquitetos Associados

coordenação
Carolina Freire

colaboradores
Amanda Higuti, Bruno Pimenta, Carolina Fukumoto, Carolina Tobias, Cristiane Sbruzzi, Filomena Piscoletta, Giovana Giosa, Júlio Costa, Lidia Martello, Luis Taboada, Marina Risse, Natalie Tchilian, Paola Meneghetti, Paulo Noguer, Ricardo Rossin, Sabrina Aron, Yuri Chamon

gerenciamento
ARC Controle de Investimentos

construtora
HTB

arquitetura de interiores
Athié |Wohnrath

projetos complementares
Estrutura: Modus Engenharia
Fundações: Damasco Penna
Instalações Prediais: Tesis Engenharia / Interativa
Ar Condicionado: TR Thérmica
Paisagismo: Sérgio Santana Paisagismo
Luminotécnica: Franco Associados
Conforto Ambiental: Chapman-BDSP
Acústica: Harmonia Acústica
Cenotecnia: Cineplast
Consultoria de Esquadrias: Crescêncio Consultoria
Automação Predial: Jugend Controle Predial
Cozinha: Placontec Consultoria
Acessibilidade: Pimenta Associados
Impermeabilização: Proasp Assessoria e Projetos
Terraplenagem e Drenagem: Fat’s Engenharia
Heliponto: Siegger
Elevadores: Zapp Consultoria
Certificação LEED CTE
Orçamento: Ação Planejamento
Consultorias Legais: H2, Tekton, IGJ, Negrisolo & Negrisolo

fotos
Nelson Kon e Pedro Mascaro (fotos drone)

comments

202.01 edifício administrativo
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

202

202.02 crítica

O novo edifício do Instituto Moreira Sales na Avenida Paulista

Pedro da Luz Moreira

202.03 projeto institucional

Centro Universitário Maria Antonia

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided