Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

eventos

O envio de trabalhos ocorre até o dia 6 de junho.

O Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano (MDU-UFPE), localizado na cidade de Recife, tem a satisfação de convidar os pesquisadores da história das cidades, da arquitetura, do urbanismo e da engenharia urbana, da história das trajetórias profissionais e da história das ideias no âmbito do urbanismo e planejamento territorial, a enviarem trabalhos para o III Seminário Urbanismo e Urbanistas no Brasil, a ser realizado nos dias 4, 5 e 6 de setembro de 2017, no Museu da Cidade do Recife.

Nesta 3ª edição do Seminário, que nasceu em Brasília, em abril de 2013, o tema será "Urbanistas e Urbanismo Moderno: trajetórias múltiplas e juízos historiograficos.

Privilegiam-se, nesse sentido, contribuições sobre agentes que perpassam mais de um campo de atuação (seja projetual, didático, teórico, legislativo, de gestão) ou que articulem mais de um campo de saber (arquitetura, urbanismo, engenharia sanitária, história, conservação, sociologia, filosofia, direito, artes), ajudando a construir uma visão de cidade ou do urbanismo sem os atuais limites disciplinares, nos levando a desafios importantes do ponto de vista crítico e historiográfico. São justamente, então, os juízos historiográficos o segundo enfoque dessa edição, para se pensar nos desafios de se estudar essas trajetórias múltiplas, abrindo-se, ainda, para a incorporação de temas como o da fortuna crítica de urbanistas e planejadores, as relações entre historiografia e ideologia, trajetórias vinculadas a regimes ditatoriais e outros urbanismos não modernistas. Buscando aprofundar questões e discussões a respeito desse amplo recorte historiográfico, indicamos duas temáticas específicas que poderão nortear os trabalhos a serem enviados para seleção e montagem das sessões de comunicação nestes eixos.

Eixos Temáticos

Eixo 1: Trajetórias Múltiplas no Urbanismo

Pensar em trajetórias de indivíduos, segundo Bourdieu, tem como norte colocações e deslocamentos no espaço social e no âmbito de um campo disciplinar. Tais posturas investigativas se inserem numa construção na qual são tomados como objetos os estados relativos a essas trajetórias, as relações estabelecidas entre o indivíduo ou grupo estudado e o conjunto de outros campos e agentes envolvidos.

Neste sentido, o eixo temático busca fomentar discussões com trabalhos que abordem as seguintes temáticas: A ressonância de diversos campos de saber na formação e na prática do urbanista (arquitetura, urbanismo, engenharia sanitária, história, conservação, sociologia, filosofia, direito, artes, entre outros); Multiplicidade de campos de atuação tais como: o projetual, didático, teórico, legislativo, de gestão; Profissionais e instituições que foram relegados ao segundo plano pela história da cidade e do urbanismo.

Eixo 2: Relações entre historiografia e ideologia

A história, como defendeu Le Goff, tenta ser objetiva, mas é sempre resultado de escolhas e interpretações do sujeito que a constrói no contexto em que o faz, pois “cada época fabrica mentalmente a sua representação de passado histórico” (1990:26). Neste processo, permeado de ideologias e jogos de poderes, alguns fatos se destacam, assim como personalidades são enaltecidas e/ou transformadas em mitos e outras julgadas e/ou condenadas ao esquecimento. O resgate de vozes dissonantes de urbanistas e a ressignificação de juízos historiográficos produzidos sobre eles, tem sido alvo recente de estudos no campo da história do urbanismo.

Neste sentido, o eixo temático busca fomentar discussões com trabalhos que abordem as seguintes temáticas: Constituição de discursos historiográficos no urbanismo; Práticas urbanísticas e ideologia; Estudo sobre o legado, as leituras e releituras das contribuições das ideias e das práticas de urbanistas; Vertentes e Estudo crítico da obra do urbanista e os contextos de sua produção; Releituras sobre a história das cidades e do urbanismo; Trajetórias de urbanistas, ideologias e regimes ditatoriais; Juízos historiográficos produzidos sobre urbanistas.

Submissão de Trabalhos

A submissão dos trabalhos será realizada exclusivamente pelo email do evento: urbanismonobrasil3@gmail.com.

Interessados podem submeter um único trabalho (em português ou espanhol) para um dos eixos temáticos. A avaliação para seleção de textos será realizada única e exclusivamente com textos completos. Todas as imagens utilizadas devem ser autorizadas para publicação. Não serão aceitos trabalhos que requeiram softwares não contidos no Microsoft Office para sua completa visualização. O texto deve seguir o Template e Normas Específicas abaixo detalhadas. O cumprimento das normas é condição para a avaliação dos conteúdos.

O resumo deve ter entre 250 e 350 palavras. Título e resumo devem estar na língua original e em inglês. O texto completo deve ter entre 7.000 e 10.000 palavras, incluindo referências. O texto pode conter, no máximo, 5 imagens (figuras, tabelas e gráficos) que devem ser inseridas próximas ao trecho a que se referem. Todas as imagens devem estar em padrão JPG com resolução mínima de 96 dpi. A formatação dos textos quanto ao tipo e tamanho de fonte, parágrafos, margens, citações, legendas, notas e referências deve seguir o template disponível logo abaixo. O texto deve ser submetido em formato Word. Para informações e envio dos trabalhos: urbanismonobrasil3@gmail.com

Cronograma

Envio dos trabalhos completos até 06/06/2017.

Divulgação dos trabalhos selecionados (apresentação oral e sessões de comunicações) até 17/07/2017.

3º Seminário Urbanistas e Urbanismo no Brasil

happens
from 04/09/2017
to 06/09/2017

where

Museu da Cidade do Recife
Pç das 5 Pontas - São José, Recife PE

source
Maria Luiza Freitas
Recife, PE

share


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided