Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Zuidas é uma grande área de desenvolvimento econômico rápido, na cidade de Amsterdam, como o La Défense de Paris e o Canary Wharf de Londres. Concentra grandes empresas multinacionais em edifícios projetados por renomados arquitetos.

english
Zuidas is a large, rapidly developing business district in the city of Amsterdam, something like the La Défense in Paris and the Canary Wharf in London. It concentrates large multinationals in buildings built by renowned architects.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Zuidas. Distrito Comercial de Amsterdã. Projetos, São Paulo, ano 12, n. 141.04, Vitruvius, set. 2012 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/12.141/4463>.


Zuidas (Literalmente ‘Eixo Sul’) é a nova e grande zona de desenvolvimento em Amsterdã. Ao longo dos próximos anos, 270 hectares serão convertidos em um novo centro urbano dedicado ao comércio internacional e ao desenvolvimento do conhecimento. Aproximadamente quatrocentas empresas, muitas líderes multinacionais, já optaram por se instalarem no distrito. Zuidas é também lar de uma das maiores universidades da Holanda e do seu hospital de ensino acadêmico, o Centro Médico VU.

Assim como um centro líder de negócios, pesquisa e carreira acadêmica, Zuidas será uma área residencial atraente. Casas em diversas categorias de preço estão em desenvolvimento (ou já construídas) enquanto as comodidades, como lojas, escolas (internacionais), bares e restaurantes, centros esportivos e muitos outros serviços, completarão o quadro. Exclusivas lojas de varejo, teatros, salas de concerto e museus atrairão visitantes de toda a Holanda e de ainda mais longe. Como uma ‘casa longe de casa’ para muitos exilados, esse particular cenário internacional proporcionará a localização ideal para todas as empresas, também porque a região metropolitana de Amsterdã oferece um pronto fornecimento de pessoal altamente qualificado, motivado e multilíngüe.

O desenvolvimento do Zuidas deve ser o mais ‘sustentável’ possível, garantindo acomodações totalmente flexíveis e future-proof (passível de adaptações no futuro) para as empresas e seus funcionários. Juntamente com o Porto de Roterdão e o Aeroporto internacional de Amsterdã, próximo a Schiphol, o ‘Porto Intelectual’, que é Zuidas, completa uma combinação vencedora. A Holanda e Amsterdã têm uma localização geográfica privilegiada como a ‘porta de entrada para a Europa’. Já uma área ideal para os negócios, Zuidas tende a tornar-se cada vez mais próspero nos próximos anos.

Zuidas goza de excelente acessibilidade e uma rede completa de conexões de transporte. Oferece um ambiente de alta qualidade de negócios e residencial, e é agora firmemente parte da cidade histórica de Amsterdã. Tudo o que torna Amsterdã um destino internacional tão atrativo é que ela está ao alcance das mãos. Existem conexões rápidas e regulares para o Aeroporto Schipol Amsterdã, a auto-estrada A10 passa praticamente na porta, e o distrito é bem servido de trens, ônibus e VLT. As conexões de transporte serão ampliadas e melhoradas no futuro. Uma parte da A10 será enterrada, assim como as linhas existentes de metro e trem. Isso criará espaço para até 2,7 milhões m² de novas construções e espaços públicos da maior qualidade.

Amsterdam Symphony, 2009. De Architekten Cie., Pi de Bruijn
divulgação

Também perto está o Museumplein, o centro cultural de Amsterdã e lar do mundialmente famoso Rijksmuseum, o museu Van Gogh, o Stedelijk Museu de Arte Moderna e o Concertgebouw. Apenas alguns minutos de caminhada dali se encontra o centro histórico com seus famosos canais. Enquanto Zuidas é centralmente localizado, é também próximo a áreas abertas, com abundância de água e verde. A oeste está o Nieuwe Meer (lago) e o Amsterdamse Bos (bosque), o maior parque da cidade. A leste está o rio Amstel, situado no meio de pastagens tipicamente holandesas, dotado de vilas históricas e propriedades rurais dos anos de ouro. Em breve, Zuidas receberá mais de 200.000 pessoas todo dia. Dentre eles, 25.000 residentes permanentes, 80.000 funcionários e 30.000 estudantes. Em torno de trinta mil pessoas já trabalham no distrito. Com o aeroporto Schiphol a apenas seis minutos distante de trem, o mundo todo fica na porta de casa. Aproximadamente seis milhões de pessoas moram a uma hora de distância de carro, bicicleta, transporte público, avião ou a pé. Zuidas será em breve, a principal estação de trem e centro de transporte servindo mais 250.000 passageiros por dia. Com sua conexão direta ao Aeroporto de Amsterdã, a ligação em Alta Velocidade para Bruxelas, o serviço Thalys para Paris, o trem ICE para Colônia e Berlim, Zuidas será a principal estação internacional de Amsterdã.

Geral

Zuidas cobre uma área de aproximadamente 270 hectares, cortado pela A10 auto-estrada periférica e pelas linhas de metro e trem.

A construção já concluída oferece aproximadamente uma área de 1 milhão m².

Até 2040, Zuidas terá 200.000 usuários diários, incluindo 25.000 residentes permanente, 80.000 funcionários e 30.000 estudantes.

O Masterplan do distrito foi finalizado em 1998.

Desde 1998, aproximadamente 500.000 m² foram realizados

200.000 m² está atualmente em construção e 400.000 m² em preparo

A produção média anual é de 45.000 m² (bem acima da previsão de 30.000 m²)

O desenvolvimento de até 4,2 milhões m² (bruto) de área é possível, dos quais 38% são escritórios, 29% unidades residenciais e 33% serviços e comodidades.

Estrutura construtiva: Maximo abaixo do solo 30 metros de profundidade; altura máxima 105 metros.

Emprego

Atualmente 650.000 m² de área de escritório (30.000 vagas de emprego) eventualmente chegando a 1.700.000 m² (73.000). Aproximadamente 19 m² por funcionário. Em torno de quatrocentas empresas já estão operando em Zuidas, das quais metade são voltadas para o mercado internacional.

Moradia

Aproximadamente quatrocentas unidades residenciais estavam prontas até meados de 2009. O total, eventualmente aumentará para cerca de nove mil. O tamanho médio das unidades é de 125 m² com altura padrão de 3,3 metros.

Unidades concluídas

2006 81 apartamentos Eurocenter (Vivaldi)

2008 56 apartamentos Luminuz

2008 194 apartamentos New Amsterdam

2009 82 apartamentos Amsterdam Symphony

Ito Tower. Toyo Ito & Associates, Architects
divulgação

Comodidades

Uma área de 750.000 m² foi concedida aos equipamentos públicos e serviços. Esse cenário eventualmente aumentará para 1.500.000 m².

Juntamente com as comodidades como o centro de conferência RAI, a Universidade VU e o Centro Médico VU, existem muitos institutos educacionais menores, instalações desportivas, equipamentos culturais, bares, restaurantes e instalações recreativas.

Mobilidade

Repartição modal

40% transporte público

30% bicicleta

30% carro

A linha Noord/Zuid do metro (atualmente em construção) também servirá Zuidas. A estação Zuid atualmente tem uma movimentação de 70.000 passageiros/dia. Até 2025, serão entre 250.000 e 275.000 passageiros por dia, dos quais metade chegará ou embarcará em trens e o restante usará outros meios de transporte público.

Estacionamento

Haverão cinco vagas de estacionamento para cada quatro unidades residenciais (em torno de 1,25 por unidade).

Escritórios menos de 800 metros distante da estação terão uma vaga de estacionamento por 250 m² (bruto) de área. Aqueles mais de 800 metros distante terão uma vaga por 125 m² (bruto) de área. Para comodidades será destinada uma vaga a cada 100 m² (bruto) de área.

Sustentabilidade e gestão ambiental

Zuidas contará com seu próprio sistema fechado de condicionamento/aquecimento de ar que fornecerá 72% das exigências de controle climático. Água do Nieuwe Meer lago é usada para garantir que o refrigeramento da água está na temperatura correta. Trocadores de calor e sistemas de armazenamento de calor residual no subsolo também serão extensivamente usados.

A maioria dos telhados estarão a uma altura padrão de 3,30 metros para permitir uma completa flexibilidade de usos.

Todos os canos e cabos de gás, eletricidade, telecomunicação, água, drenagem, aquecimento urbano passa por um único túnel (o ‘Túnel de conexões integradas’) que fornece pronto acesso para manutenção.

Em 2025, a área de superfície dedicada a água (parte para o armazenamento e gestão) será de 23,5 hectares, dos quais 16 hectares em Zuidas e 5,5 hectares embaixo dos campos de futebol (Vivaldi) e 2 hectares nas regiões baixas em torno de Zuidas.

notas

NE1
Helena Guerra participou do Mediatour Building and Design, ocorrido de 15 a 20 de abril de 2012, que visitou projetos de arquitetura e urbanismo em algumas cidades holandesas. O evento foi organizado pelo Ministério de Assuntos Econômicos, Agricultura e Inovação e o convite ao portal Vitruvius foi feito por Sara M. Cohen, chefe do Departamento de Assuntos Políticos, Diplomacia Pública e Cultura da Embaixada da Holanda em Brasília.

NE2
Nina Dalla Bernardina, aluna da FAU Mackenzie, é a responsável pela edição especial da revista Projetos sobre a Holanda. Patrícia Oliveira Lima, aluna do curso de arquitetura do Senac, colaborou na edição. Ambas são estagiárias no portal Vitruvius.

comments

141.04 urbanismo
abstracts
how to quote

languages

original: português

outros: english

source

share

141

141.01 urbanismo

IABR Test Site São Paulo

Fernando de Mello Franco and George Brugmans

141.02 equipamento cultural

Biblioteca Pública de Amsterdam

141.03 residencial

Floating Amsterdam

141.05 revitalização

Triâgulo Strijp S, Eindhoven

Jo Coenen and Ard de Vries

141.06 preservação

Zaanse Schans

Paul Meurs

newspaper


© 2000–2022 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided