Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

bookshelf

Iconografia da paisagem brasileira

Iconografia da paisagem brasileira

Orlando Graeff

Nau, Rio de Janeiro; 1ª edição, 2020
Edição bilíngue (português/inglês)

edition: português
hardcover
204 p
23 x 27 cm
illustrated
fullcolor
photos
ISBN 978-65-87079-00-4

Iconografia da paisagem brasileira

about the book

Na mais pura tradição das Tabulæ Phisyognomicæ da Flora Brasiliensis de Von Martius, ou dos preciosos registros de Percy Lau e de Margaret Mee, Orlando Graeff pertence a uma espécie sob ameaça de extinção e reúne em seus trabalhos as qualidades necessárias aos objetivos da ilustração científica, que são, em última análise, a conexão entre a busca da expressividade e a necessidade do rigor, entre a composição em sua acepção mais artística e a precisão do registro, entre a aventura da criação livre de regras e fórmulas e a indubitabilidade da verdade científica”.
José Tabacow

Esta obra de Orlando Graeff representa uma profunda e atualizada conexão entre a arte e a ciência, e uma importante contribuição para integrar as percepções e os vínculos entre o homem e a natureza. Com maravilhosas e detalhadas iconografias de diferentes regiões biogeográficas do Brasil e suas paisagens características, os cenários retratados nesta obra nos levam à sensação de “sentir” a natureza e seus elementos, e a uma compreensão da beleza e harmonia das regiões naturais retratadas”.
Gustavo Martinelli

Iconografia da paisagem brasileira é o segundo livro do pesquisador naturalista Orlando Graeff, uma luxuosa edição bilíngue (português-inglês) com imagens das paisagens dos diversos biomas brasileiros: da Mata Atlântica à Floresta Amazônica, passando pelo Cerrado, Caatinga, Pampa, etc. A obra apresenta desenhos detalhados (de grafite e nanquim) com imagens-síntese das diversas paisagens brasileiras e seus quadros típicos de fauna e flora, compondo um belíssimo exemplar de uma arte praticamente em extinção: a dos desenhos naturalistas das paisagens no âmbito das pesquisas científicas.

Sabemos que esse tipo de convergência entre arte e ciência possui uma longa tradição e fez parte do trabalho de uma infinidade de cientistas e ilustradores durante séculos. Entre outros artistas célebres que realizaram obras com imagens deslumbrantes sobre nossas plantas, bichos e vegetações, podemos citar Carl Friedrich Philipp von Martius, que viajou pelo Brasil entre 1817 e 1820, na companhia do cientista Johann Baptist von Spix, ambos alemães. Seus desenhos primorosos são até hoje utilizados por pesquisadores botânicos em seus trabalhos.

Na contemporaneidade, no entanto, a consolidação da fotografia digital e da computação gráfica (que ajuda a criar modelos teóricos de vegetações e ecossistemas associados), esse tipo de atividade artística e manual perdeu seus adeptos, chegando quase ao nível da extinção. O aperfeiçoamento de qualidade, rapidez e economia das técnicas fotográficas terminou por induzir paisagistas e fitogeógrafos a desistir das pranchetas, o que certamente os distanciou também do efetivo conhecimento das plantas e ecossistemas.

Na introdução do livro, Orlando Graeff afirma que, entre os artistas históricos, a mais forte influência sobre o meu trabalho foi exercida pela obra épica de outro viajante alemão, Johann Moritz Rugendas, que nas viagens que fez pelo Brasil entre 1822 e 1825, compôs a famosa obra Viagem Pitoresca pelo Brasil. Seus quadros retratam paisagens brasileiras, tipos humanos e costumes, mas não chegaram a estabelecer relações sistemáticas de fitogeografia a seus quadros, deixando para as novas gerações a tarefa de tentar algo nesse sentido. E foi exatamente esse desafio que Orlando Graeff buscou encarar ao longo da sua carreira como artista-pesquisador e que agora são publicados em livro pela NAU Editora, em edição bilíngue (port-ing) nas versões impressa (capa dura) e e-book.

Que o deleite da viagem contemplativa, realizada através dos desenhos, possa também inspirar os leitores no sentido de conhecer melhor nossas paisagens botânicas, atualmente em imenso risco de desaparecimento.

about the author

Orlando Graeff
Engenheiro agrônomo especialista em botânica e fitogeografia, artista plástico e ilustrador paisagista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Bromélias, autor de Fitogeografia do Brasil: uma atualização de bases e conceitos.

how to quote

GRAEFF, Orlando. Iconografia da paisagem brasileira. Rio de Janeiro, Nau, 2020.

comments

Iconografia da paisagem brasileira

resenhas desse livro
por José Tabacow

outros livros

share

magazines

newspaper


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided