Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects  


abstracts

português
O projeto vencedor do concurso de propostas arquitetônicas para o Sesc da cidade de Franca.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Sesc Franca. Projetos, São Paulo, ano 13, n. 148.01, Vitruvius, abr. 2013 <http://vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/13.148/4714>.


A futura unidade do Sesc, na cidade de Franca, parte da premissa de ter sua interioridade sempre disponível a acontecimentos, desde os atos coletivos, as aglomerações, até os encontros em ocasiões não-programadas ou mesmo a fruição do passante livre. Um lugar impregnado de possibilidades ao ser humano em sua vida cotidiana: o lazer, o ócio, o lúdico, o afeto.

Em sua essência, o projeto é o desenho de uma quadra aberta urbana, tanto na relação que se propõe com o contexto ao redor, quanto no caráter público alicerçado na fluidez espacial do interior. Propõem-se aberturas e acessos nas quatro faces que compõem o perímetro da edificação, sem a construção de longos muros opacos, que desqualificam as calçadas. Ao possibilitar ao pedestre o livre atravessamento do interior desse quarteirão construído para atividades culturais e esportivas, as várias entradas potencializam o movimento de gente que sustentará o sucesso do programa proposto pela instituição.

Em uma análise geral, a distribuição do programa parte de uma lógica em que dois conjuntos espaciais organizam-se em polos opostos. Junto à rua Rio Grande do Sul, o bloco quadrado maior concentra os programas de uso público e coletivo. Ao longo da rua Dr. Nelson Presotto, posiciona-se um volume linear destinado às funções administrativas e serviços.

A intermediação entre esses pólos programáticos - espaços cobertos - é feita por três patamares destinados às atividades ao ar livre,com áreas de lazer infantil, piscinas, quadra poliesportiva e campo de futebol. Desenhados em continuidade aos pisos internos, cada "belvedere" – cujos níveis no projeto baseiam-se na altura da topografia original do terreno – opera como uma extensão dos programas posicionados no interior dos blocos das extremidades do quarteirão.

Tectonicamente, o conjunto edificado fundamenta-se na dialética entre peso e leveza. De caráter pétreo, o embasamento é constituído por muros de gabião, cuja função varia entre arrimo, que transforma a topografia original, e fechamento, para estacionamentos e áreas técnicas. Tal parte inferior contrasta e compõe – concomitantemente – com os volumes superiores, de estrutura em aço e concreto, cujos fechamentos privilegiam transparência e translucidez.

O senso de leveza que observamos pelas fachadas do volume que reune os programas públicos reflete-se nos vazios interiores do bloco. Amplas áreas de estar, de convívio, de encontro e de ócio somam e sobrepõem-se às circulações – corredores abertos, passarelas e escadas – que articulam os diferentes acessos, salas, teatro, quadra e piscina cobertas. O resultado dessa justaposição é um grandioso e imponente espaço central visualmente integrado, que leva à percepção de um lugar de congregação cívica. A monumentalidade espacial se fortalece com o desenho do teto: uma estrutura em formato de grelha, que permite a passagem de luz natural. Graças a dispositivos agenciáveis de diferentes modos, o controle dessa iluminação externa trará como efeito  uma "modulação" heterogênea dos raios da luz solar.

Em síntese, este projeto para o Sesc representa a construção de um lugar que se dispõe ao abrigo, à convergência e à potencialização de um contexto humano latente na cidade de Franca.

ficha técnica

Escritórios

SIAA – Cesar Shundi Iwamizu 
Apiacás Arquitetos - Anderson Freitas, Acacia Furuya e Pedro Barros

Arquitetos 

Anderson Freitas
Bruno Salvador
Carlos Ferrata
Cesar Shundi Iwamizu

Equipe

Alexandre Gervásio
Andrei Barbosa
Barbara Francelin
Daniel Constante
Daniela Andrade
Fábio Garrafoli
Fabio Teruia
Francisco Veloso
Henrique Costa
Maíra Barros
Marcelo Otsuka
Maria Wolf
Pedro Paredes
Rafael Carvalho
Rafael Goffinet

comments

148.01 concurso
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

148

148.02 concurso

Estação Antártica Comandante Ferraz

newspaper


© 2000–2017 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided