Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
A Comissão de Equidade de Gênero Rosa Kliass, estruturada dentro da Direção Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil tendo como partido o “Manifesto do Coletivo Rosa” de 2020, divulga uma mensagem comemorativa ao Dia Internacional da Mulher.

how to quote

ROSA KLIASS, Comissão de Equidade de Gênero. No caminho da igualdade. Drops, São Paulo, ano 21, n. 161.03, Vitruvius, fev. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/21.161/8025>.


Rosa Kliass
Foto divulgação


Estamos há exatos 365 dias do Manifesto do Coletivo Rosa Kliass (1). Há um ano arquitetas e urbanistas diversas se uniram para se fazerem ouvir, para dar caras, vozes e corpos à força invisibilizada que ativamente construiu e constrói a arquitetura e urbanismo nacional. Neste um ano, crescemos de coletivo a Comissão de Equidade de Gênero Rosa Kliass, estabelecemos a Vice-Presidência Extraordinária de Ações Afirmativas da Direção Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil. Acima de tudo, consolidamos mais uma rede de trocas e reexistência feminina que vem se traduzindo de forma intersecional, plural e diversa pelo Brasil e o mundo.

Foi extremamente poderoso e transformador assistir a resiliência de diversas companheiras na disputa pela construção de uma política profissional mais equânime e diversa. Agradecemos e parabenizamos as centenas de mulheres que articularam mudanças na última eleição para o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, destacando as ações das chapas 100% femininas, que destacaram os anseios de uma profissão majoritariamente feminina, que teima em silenciar e colocar às margens suas profissionais. As mulheres resilientes que suportaram e reagiram aos ataques nas disputas políticas, tantas vezes impostos e naturalizados pelo machismo.

Galgamos postos no IAB, entidade centenária, elegemos a primeira presidenta, criamos espaços de discussão e temos representantes nas cinco regiões e na Direção Nacional gritando que não somos invisíveis. Conquistamos espaços nas entidades irmãs, como na União Internacional de Arquitetos e Federação Pan Americana de Arquitetos, e hoje consolidamos uma trajetória de reconhecimento e homenagem às nossas colegas como o Colar de Ouro dado à Rosa Kliass e à Dora Alcântara, a Medalha de Ouro à Erminia Maricato. O lançamento do livro sobre o IAB é também fruto da perseverança feminina da decana Vera França e Leite.

É importante celebrarmos nossas conquistas e valorizar a rede de mulheres e aliados que torna esses avanços possíveis. Contudo, é igualmente essencial reconhecermos que estamos somente no início do percurso. Junto dessas conquistas, muito sofrimento e perdas marcam este último ano. Completamos doze meses de pandemia, onde as desigualdades de gênero já gigantescas se tornaram abismos escancarados no nosso cotidiano. O aumento da violência doméstica, de feminicídios, da pobreza, somados à constante obrigação de cuidado imputado e demando das mulheres, demostram um universo de desafios e anseios do feminino amplificados pelo vírus, mas extremamente mais complexos que ele.

O fato é que ser mulher no mundo, nos continentes, na América Latina, na Sociedade, na cidade e em casa é um desafio escalar. Mulheres passam despercebidas em equipes profissionais, ganham menos que seus colegas de profissão, exercem tríplice jornada, encaram seus múltiplos papéis, são vítimas dos acontecimentos, dão a volta por cima e ainda se esforçam para não perecer. A pandemia foi pródiga para acirrar o olhar sobre o feminino severamente conturbado. Esposa, mãe, chefe, subordinada... lutadora.

Estamos aqui para nos desconformar e mudar o rumo da história. Feliz Dia Internacional das Mulheres. Olhem para trás, vejam o que fizemos. Fizemos porque é impossível não reagir. Mas ainda temos muito a fazer. Parabéns, mulheres!

Sempre juntas, seguimos em luta!

nota

NA – Devido o período de reestruturação técnica do portal Vitruvius, o número 161 da revista Drops, correspondente ao mês de fevereiro de 2021, está sendo publicado no início do mês de março.

1
COLETIVO ROSA KLIASS. Manifesto feminista no Dia Internacional da Mulher. Arquitetas e urbanistas, uni-vos! Drops, São Paulo, ano 20, n. 150.02, Vitruvius, mar. 2020 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/20.150/7666>.

sobre a autoria

A Comissão de Equidade de Gênero Rosa Kliass se estruturou dentro da Direção Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil tendo como partido o “Manifesto do Coletivo Rosa”, divulgado no dia 8 de março de 2020.

 

comments

161.03 homenagem
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

161

161.01 homenagem

Claríssima

Sonia Marques and Eliane Lordello

161.02 desempenho ambiental

O pobre desempenho ambiental dos escritórios por trás da caixa de vidro

Controle térmico e da qualidade do ar em tempos de pandemia (parte 03/08)

Joana Gonçalves, Roberta Mülfarth, Marcelo Roméro, Ranny Michalski, Alessandra Shimomura, Eduardo Pizarro, Sheila Sarra, Marcelo Mello, João Cotta and Aparecida Ghosn

161.04 história

Eu vejo o futuro repetir o passado

Às vésperas do Bicentenário da Independência Política do Brasil em 2022

Fernanda de Azevedo Ribeiro

newspaper


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided