Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

my city ISSN 1982-9922

abstracts

português
Jean-Louis Cohen comenta a proposta de venda do palácio Capanema, obra de arte total cujo alcance vai muito além da única arquitetura e, portanto, não é de forma alguma um simples bem imobiliário, como o atual governo brasileiro parece querer.

english
Jean-Louis Cohen comments on the proposed sale of the Capanema Palace, a total work of art whose scope goes far beyond the unique architecture and, therefore, is by no means a simple real estate property, as the current Brazilian government seems to want.

español
Jean-Louis Cohen comenta la propuesta de venta del Palacio Capanema, una obra cuyo alcance va mucho más allá de la arquitectura y, por lo tanto, no es de ninguna manera una simple propiedad inmobiliaria, como parece querer el actual gobierno brasileño.

français
Jean-Louis Cohen commente le projet de vente du Palais Capanema, une œuvre d'art totale dont la portée va bien au-delà de l'architecture et, par conséquent, n'est en aucun cas un simple bien immobilier, comme semble le souhaiter l'actuel gouvernement.

how to quote

COHEN, Jean-Louis. Ministério da Educação e Saúde, a escola da arquitetura moderna brasileira. Minha Cidade, São Paulo, ano 22, n. 254.02, Vitruvius, set. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/22.254/8245>.


Ministério da Educação e Saúde Pública, Rio de Janeiro, 1936-1945. Arquitetos Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy, Jorge Moreira, Carlos Leão e Ernani Vasconcellos
Foto/Photographier Nelson Kon


O Ministério da Educação e Saúde, construído no Rio de Janeiro pelo ministro reformista Gustavo Capanema, é a verdadeira escola da arquitetura moderna brasileira. Numa continuidade crítica com as ideias de Le Corbusier, é o cadinho onde se formam os jovens Carlos Leão, Jorge Machado Moreira, Affonso Eduardo Reidy e Ernani Vasconcellos sob o patrocínio de Lúcio Costa, e onde se formam o mais jovem da equipa, Oscar Niemeyer, impõe seu virtuosismo.

Com as intervenções de Roberto Burle Marx, Candido Portinari e Jacques Lipschitz, e os móveis pensados especificamente para os usos que abriga, é uma obra de arte total, cujo alcance vai muito além da única arquitetura.

Expressão excepcional da política do governo de Getúlio Vargas, este edifício marca o surgimento no hemisfério sul de uma arquitetura baseada na transposição e interpretação de temas dos europeus modernos. Dedica uma nova geografia e ilustra uma poética cujos efeitos na produção norte-americana e europeia do pós-guerra serão decisivos.

Este edifício não é, portanto, de forma alguma um bem imobiliário que pudesse ser mais rentável, como o atual governo brasileiro parece querer. Não é simplesmente um capital a ser valorizado, mas uma obra de arte de alcance universal, que não pode ser recheada de atividades banais e comerciais.

notas

NE 1 – o documento “Heritage under siege in Brazil – the Bolsonaro Government announced the auction sale of the Palácio Capanema in Rio, a modern architecture icon that was formerly the Ministry of Education building”, redigido pelo Docomomo Internacional e Brasil, pode ser lido e assinado no link <https://bit.ly/3D7bglQ>.

NE 2 – sobre o tema, veja a série de artigos:

CAU/BR, Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil; et. al. “O MEC não pode ser vendido!”. Manifesto contra ameaça de venda do Palácio Capanema. Drops, São Paulo, ano 21, n. 167.06, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/21.167/8203>.

COMAS, Carlos Eduardo. Equipamentos, documentos, monumentos, desgovernos. A desventura do Palácio Capanema. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.10, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8226>.

CURTIS, William J. R. A destruição da memória. Contra a privatização de um importante monumento histórico e cívico. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.07, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8220>.

DANOWSKI, Miriam. Memória ameaçada. Governo federal continua evasivo sobre o destino do Palácio Capanema. Minha Cidade, São Paulo, ano 22, n. 254.01, Vitruvius, set. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/22.254/8239>.

FRAMPTON, Kenneth. Carta de Kenneth Frampton a Ana Tostões e Renato Gama-Rosa Costa, presidentes do Docomomo International e Brasil. Palácio Capanema em risco. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.06, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8218>.

HATOUM, Milton. Palácio Capanema. O difícil processo de alfabetização. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.12, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8234>.

LIERNUR, Jorge Francisco. Lembrete para autoridades sem memória, e sem juízo. O Palácio Capanema não é mercadoria. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.08, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8223>.

MONTANER, Josep Maria. A venda do Palácio Capanema é um ultraje e uma insensatez. Carta aos arquitetos Carlos Eduardo Comas e Abilio Guerra. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.09, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8225>.

ROLNIK, Raquel. Feirão de um sonho de país. Palácio Capanema à venda. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.03, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8204>.

SCHLEE, Andrey Rosenthal. Oportunidade perdida (mais uma...). Ignorância e ignorância assolam o Palácio Capanema. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.11, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8235>.

TOSTÕES, Ana; COSTA, Renato da Gama-Rosa; INTERNATIONAL, Docomomo; BRASIL, Docomomo. Patrimônio sob cerco no Brasil. Palácio Capanema à venda. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.04, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8216>.

sobre o autor

Jean-Louis Cohen é arquiteto e historiador da arquitetura francês especializado em arquitetura moderna e planejamento urbano. Desde 1994, ele é Professor Sheldon H. Solow de História da Arquitetura no Instituto de Belas Artes da Universidade de Nova York.

comments

newspaper


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided