Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
Os Pontos Urbanos visam proporcionar às grandes capitais e cidades um sistema modular e integrado de parklets para oferecer banheiros públicos, iluminação e mobiliário urbano para entregadores de delivery, motoristas de aplicativo e pedestres.

english
The Urban Shelters are modular stops/parklets for delivery workers to improve their working conditions concomitantly with new public urban equipment such as public restrooms, lighting, shading, wi-fi points, socket outlets, urban furniture, and dumpsters.

español
Los Refúgios Urbanos son paradas/parklets modulares integrados que buscan ofrecer baños públicos, iluminación urbana y mobiliario urbano para trabajadores de delivery, motoristas de aplicaciones y peatones en grandes ciudades.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Pontos urbanos. Projeto modular de pontos urbanos baseado no conceito de parklets como suporte urbano para o entregador, o motorista e o pedestre. Projetos, São Paulo, ano 21, n. 246.05, Vitruvius, jun. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/21.246/8362>.


O projeto aqui ilustrado visa oferecer para as grandes capitais e cidades um sistema modular e integrado de suporte urbano, por meio de espaços de estar para entregadores de delivery, motoristas de aplicativo e pedestres.

Não apenas como instrumento de melhoria das condições de trabalho dos entregadores e dos motoristas, por meio de espaços de vagas de moto e bicicletário, espaços de descanso e banheiros públicos, o projeto também proporciona ao pedestre uma melhor qualidade urbana, oferecendo iluminação, totens com tomadas, máquinas de venda automática de alimentos e um ponto para pedir um veículo ou comida por meio de aplicativos.

Os Pontos Urbanos Integrados são espaços versáteis com a dimensão modular mínima de 5m de comprimento por 2m de largura, tal como o tamanho de uma vaga de automóvel, podendo ser expandidos indefinidamente no sentido do comprimento dependendo da demanda e configuração desejada.

O projeto se estabelece primordialmente em quatro tipos de módulos com distintas funções.

Módulo Entregadores

  • Vagas para 2 motos;
  • Bicicletário para 4 bicicletas;
  • Bancos e espaços de estar;
  • Totens com tomadas;
  • Ponto de WiFi Livre SP;
  • Iluminação;
  • Cobertura e sombreamento.

Módulo Banheiro Público

  • Banheiro público adaptado para Portadores de Necessidades Especiais (PNE);
  • Bebedouro público;
  • Máquinas de venda automática de alimentos;
  • Bancos e espaços de estar;
  • Totens com tomadas;
  • WiFi Livre SP;
  • Iluminação;
  • Cobertura e sombreamento.

Módulo Mobiliário Urbano

  • Bancos e espaços de estar;
  • Mesa;
  • Totens com tomadas;
  • WiFi Livre SP;
  • Iluminação;
  • Cobertura e sombreamento.

Módulo Motoristas

  • Ponto de fácil localização para motoristas de aplicativos;
  • Bancos e espaços de estar;
  • Totens com tomadas;
  • Ponto de WiFi Livre SP;
  • Iluminação;
  • Cobertura e sombreamento.

Pontos urbanos, São Paulo SP, 2021. Arquitetos Fábio Alberto Alzate Martinez e Bruno Roberto Padovano
Imagem divulgação [Acervo dos arquitetos]

Esta ideia, inédita e com direitos autorais reservados em cartório e propriedade intelectual reservada com validade internacional, será implementada por meio de uma Organização da sociedade civil de interesse público — Oscip, o Instituto de Ciências,Tecnologia e Inovação para o Desenho Avançado — Idea, que deverá realizar a elaboração de convênio de concessão do uso de áreas públicas para fins de publicidade e marketing, em função das novas possibilidades de flexibilização da Lei n. 14.223, a Lei Cidade Limpa, com espaços de até 2m² para anúncios nos Pontos Urbanos, mediante Parceria Público Privada — PPP, mediada pelo Terceiro Setor.

Todos os custos do projeto, construção, manutenção e administração da torre serão realizados pelo setor privado, com supervisão pelo Terceiro Setor (Instituto Idea). Após o período de concessão (aproximadamente 25 anos), os espaços construídos passarão a fazer parte do patrimônio do município.

Pontos urbanos, São Paulo SP, 2021. Arquitetos Fábio Alberto Alzate Martinez e Bruno Roberto Padovano
Imagem divulgação [Acervo dos arquitetos]

ficha técnica

projeto
Pontos urbanos

local
São Paulo SP

ano
2021

arquitetura
Arquitetos Fábio Alberto Alzate Martinez e Bruno Roberto Padovano

sobre os autores

Fábio Alberto Alzate Martinez é arquiteto e urbanista formado pela FAAP. Diretor Regional de Ribeirão Preto pelo coletivo e-DAU. Foi aprovado no mestrado pela TU Delft com início em 2021 (MSc in Architecture, Urbanism and Building Sciences — bolsista da Justus and Louise van Effen Excellence Scholarship). Foi ganhador de diversos concursos estudantis, entre eles o Urban 21 (2018) e o Schindler Global Award, organizado pela ETH Zurich + Schindler Group (2017). Também foi finalista no concurso para a construção do Pavilhão do Brasil na Expo Dubai 2020.

Bruno Roberto Padovano é professor titular aposentado do Departamento de Projetos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Foi o criador, membro fundador, presidente executivo e nacional do Instituto para o Desenho Avançado Idea (1992-2002), Diretor do IAB SP (1985-1986) e da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura — AsBEA e foi membro do Conselho Superior do IAB pelo Departamento de São Paulo (2008-2009), tendo sido curador da 8ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo — 8ª BIA em 2009. É fundador (2004), consultor de projetos territoriais e atual presidente do Conselho da rede e-DAU.

preâmbulo

O presente artigo faz parte de Preâmbulo, chamada aberta proposta pelo IABsp e portal Vitruvius como ação para alavancar a discussão em torno da 13ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, prevista para 2022. As colaborações para as revistas Arquitextos, Entrevista, Minha Cidade, Arquiteturismo, Resenhas Online e para a seção Rabiscos devem abordar o tema geral da bienal – a “Reconstrução” – e seus cinco eixos temáticos: democracia, corpos, memória, informação e ecologia. O conjunto de colaborações formará a Biblioteca Preâmbulo, a ser disponibilizada no portal Vitruvius. A equipe responsável pelo Preâmbulo é formada por Sabrina Fontenelle, Mariana Wilderom, Danilo Hideki e Karina Silva (IABsp); Abilio Guerra, Jennifer Cabral e Rafael Migliatti (portal Vitruvius).

comments

246.05 13ª Bienal + Vitruvius (Preâmbulo)
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

246

246.01 13ª Bienal + Vitruvius (Preâmbulo)

Nada será como antes

246.02 13ª Bienal + Vitruvius (Preâmbulo)

H.O.M.E. — Housing and Office Modular Environment

246.03 13ª Bienal + Vitruvius (Preâmbulo)

Habitação social na Amazônia

246.04 13ª Bienal + Vitruvius (Preâmbulo)

Casa Vênus

newspaper


© 2000–2022 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided