Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Retratos de pessoas e detalhes arquitetônicos da comunidade do morro Santa Marta são o foco da exposição Santa Marta dos Anjos, do fotógrafo Marco Terranova

how to quote

REIS, Rogério. Santa Marta dos anjos. A fotografia de Marco Terranova. Drops, São Paulo, ano 12, n. 048.02, Vitruvius, set. 2011 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/12.048/4027>.



Marco Terranova tinha 15 anos em 1979 quando viu pela primeira vez as fotografias do Alécio de Andrade (1938- 2008) expostas na galeria de arte do seu pai na Rua Barão da Torre em Ipanema. A galeria era a badalada Petite Galerie do Franco Terranova e o Alécio já fazia parte da história da Magnum, famosa cooperativa de fotógrafos liderada pelo Francês Henry Cartier Bresson, eterno guru do fotojornalismo. Essa remota e poderosa experiência talvez explique boa parte da opção do Marco ou Terra, como é chamado pelos amigos, pela imagem documental jornalística. Terra foi do primeiro time da boa fotografia do Jornal do Brasil no final dos anos 90, tem carreira sólida junto às editoras de livros e se mantém equilibrado escalando morros.

Santa Marta, apresentado aqui, é um registro social que produz diálogos entre dignos retratos dos moradores da comunidade com paisagens da arquitetura local somados a uma série de anjos construídos, uma alegoria que nos sugere a morte de jovens por bala perdida antes da presença das UPPS em parte das favelas da nossa cidade. Nesse trabalho Terranova, levado pelas mãos do seu amigo Kadão Costa, também testa a sua disciplina e determinação fora dos domínios do jornal. Hoje ele se auto-sugere e produz seus próprios temas. Santa Marta é uma pauta em construção que já dura 13 anos, o que significa que o tempo pode ser amigo dos bons fotógrafos e como diz o poeta Chacal, a paciência é revolucionária.

sobre o autor

Rogério Reis é fotógrafo e curador da exposição “Santa Marta dos anjos”, Baukurs Cultural, de de 14 de setembro a 22 de outubro de 2011.

 

comments

048.02
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

048

048.01

Palimpsestos e suas camadas

Tom Lisboa

048.03

Amizades perigosas… mas não tão sinceras

Roberto Bottura

048.04

Beleza sitiada

Luiz Fernando Janot

048.05

O descanso da sala

José Spaniol

048.06

World Trade Center (1973-2001)

Fragilidade de um ícone urbano

Roberto Segre

048.07

Digital Fabrication – A State of Art

Gabriela Celani

048.08 Enchentes

Não tirem a serapilheira

Álvaro Rodrigues dos Santos

048.09

Demolindo o poema

O triste fim do Estádio João Cláudio Machado, conhecido como Machadão

Gustavo Sobral

newspaper


© 2000–2022 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided