Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Artigo de Rossana Honorato em memória de Oscar Niemeyer, ressaltando sua importância para a arquitetura no Brasil e no mundo

español
Artículo de Rossana Honorato en memória de Oscar Niemeyer, resaltando su importancia para la arquitectura en el Brasil y en el mundo.

how to quote

HONORATO, Rossana. Um sopro de vida espetacular. Drops, São Paulo, ano 13, n. 065.02, Vitruvius, fev. 2013 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/13.065/4651>.



A gente vem, conta uma história e vai embora. (1)

À medida que o fim do ciclo nesta vida se anunciava, a resistência em transcendê-lo parecia engrandecer. A mente irrequieta empenhava o desejado retorno do trabalho à ordem do dia: “... a sua arquiteturazinha (sic.), muito simplesinha, nada mais que isso...” (2) Habituando-se à ausência das cigarrilhas que lhes amparavam das desavisadas exposições da emoção.

Com a arquitetura de Pampulha, primeira metade do século passado em Belo Horizonte, viu revelar-se a rara habilidade em angariar o que disse ser: “... só sorte, pelas oportunidades, os contatos, a amizade com Capanema, Lúcio Costa...”

Programas especiais divertiram sua imaginação para abrigar as artes, o lazer e... o poder, o que conta a história oficial. O mesmo que o transitou da utopia comunista ao exílio. Um além-mar que lhe abriu outras sortes! Paisagens estrangeiras convidavam ao diálogo a forma construída que revolucionou.

Discípulo de um visionário da história da arquitetura moderna, o franco-suíço Le Corbusier; criatura da grande parceria com outro grande mestre, Lúcio Costa – no plano-piloto da reconhecida cidade-monumento: Brasília, patrimônio da humanidade –, superou a si mesmo o “poeta das curvas”, “arquiteto do século”, mestre de mestres... Oscar Niemeyer garantiu à arquitetura brasileira seu lugar no mundo. O fruto do trabalho, grande amor da vida, integrou-se essencialmente ao conteúdo disciplinar de todas as escolas de arquitetura do planeta.

Nove dias antes de completar 105 anos de invenção, a morte anunciada do grande brasileiro impacta o mundo. O que parecia animar uma expectativa surreal da condição humana, idealmente representada pela charge de capa do jornal Estado de Minas Gerais: “O Mestre da Curvas”, no último dia 16 de novembro, de Quinho Cartunista.

Por toda parte, o Brasil e países vários buscaram e buscam reverenciar esse arquiteto que fez do concreto armado uma massa de modelar, que desafiou a ousadia da engenharia brasileira e seduziu-a a acompanhar-lhe, revolucionando a arte de construir com o mestre parceiro Joaquim Cardozo.

Em meio ao necessário debate sobre a essência da arquitetura, evidenciou a função da forma: a beleza, o êxtase visual. A “sua” inserção na paisagem urbana ousou competir com a natureza a não disputar-lhe a atenção.

Esse Doutor Honoris Causa da Universidade Federal da Paraíba, grande pedagogo da arquitetura mundial, transcendeu um denunciado caráter “elitista” da sua criação, universalizando a popularização da arquitetura monumental.

Se em vida construiu um legado para a história da arquitetura e do urbanismo; ao partir prestou seu grande tributo à profissão.

notas

NA
Depoimento originalmente publicado na coluna arquiteturas, da autora, veiculada na edição de dezembro de 2012 da Revista NORDESTE.

1
Fala de Oscar Niemeyer no filme A vida é um sopro

2
Falas de Niemeyer entre aspas foram ouvidas na solenidade em que o Instituto de Arquitetos do Brasil o condecorou com o título “Arquiteto do Século”, em 2001, na capital do Rio de Janeiro, por ocasião da celebração dos 80 anos da entidade. Outorga proposta pelo arquiteto Haroldo Pinheiro, então presidente do IAB e hoje presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo, e referendada pelo Conselho Superior do IAB após consulta nacional à categoria.

sobre a autora

Rossana Honorato é paraibana, arquiteta urbanista e professora assistente do Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPB.

 

comments

065.02 homenagem
abstracts
how to quote

languages

original: português

outros: español

share

065

065.01 homenagem

Niemeyer em Israel

Vittorio Corinaldi

065.03 evento

Bate-bola entre professores e pesquisadores no II Enanparq 2012

Alessandra Soares de Moura, Andrei de Ferrer, Laura Quezado Garcia de Almeida, Marcela Dimenstein and Marcio Cotrim

065.04 monumento

Reykjavik, o espírito da paisagem

Fredy Massad and Alicia Guerrero Yeste

065.05 sustentabilidade

A chamada da natureza

Fredy Massad and Alicia Guerrero Yeste

065.06 crítica

A rocha de cristal

Fredy Massad and Alicia Guerrero Yeste

newspaper


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided