Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

my city ISSN 1982-9922

abstracts

português
Jorge Francisco Liernur, crítico e historiador da arquitetura, pergunta retoricamente às autoridades brasileiras se elas têm noção do valor do Palácio Capanema, edifício moderno colocado à venda.

español
Jorge Francisco Liernur, crítico e historiador de la arquitectura, pregunta retóricamente a las autoridades brasileñas si son conscientes del valor del Palácio Capanema, un edificio moderno puesto a la venta.

how to quote

LIERNUR, Jorge Francisco. Lembrete para autoridades sem memória, e sem juízo. O Palácio Capanema não é mercadoria. Minha Cidade, São Paulo, ano 22, n. 253.08, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/22.253/8223>.


Ministério da Educação e Saúde Pública, Rio de Janeiro, 1936-1945. Arquitetos Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy, Jorge Moreira, Carlos Leão e Ernani Vasconcellos
Foto Nelson Kon [SEGRE, Roberto. Ministério da Educação e Saúde. Romano Guerra, 2013]


As autoridades brasileiras estão cientes de que o edifício – que, como resultado de suas medidas, deixará de pertencer ao povo do Brasil – representa não apenas algumas características que estão profundamente ancoradas em sua história, mas, talvez mais importante, é um trabalho brasileiro que mostrou os recursos e características mundiais que, mesmo os países mais ricos e avançados, não tinham até então sido capazes de realizar?

Nunca antes os edifícios de escritórios tomaram a forma pura do Ministério de Educação e Saúde – MES. Nunca antes um prédio público incorporou um telhado ecológico. Nunca antes o ar condicionado de um edifício de magnitude em áreas quentes foi baseado em um cuidadoso sistema independente de meios mecânicos. Nunca antes na cultura do século 20 a pintura, arquitetura, paisagismo e escultura foram incentivadas a serem articuladas nessas dimensões e com essa qualidade.

Além disso, o MES mostrou ao triste mundo atravessado pela destruição da guerra que era possível ter esperança de uma nova forma para o futuro e fez The Architectural Review dizer que

“Não há dúvida de que esta guerra provará, nas palavras do Sr. Churchill, um choque, iniciando entre outras novas ordens um rearranjo do Equilíbrio de Poder. Uma das novas forças a serem contadas poderia ser a terceira maior entidade política do Hemisfério Ocidental, com mais de quarenta milhões de habitantes, e três milhões de quilômetros quadrados de território, o Brasil, um país tão grande quanto os Estados Unidos” (1)

Para aquele mundo triste e destrutivo, o MES era um símbolo de que a luz e a alegria ainda eram possíveis.

O prédio do qual as autoridades planejam despojar o povo brasileiro não é apenas um monumento que fala dos brasileiros, é uma obra-prima que continua mostrando estradas, que continua nos falando tudo sobre uma arquitetura mais razoável em sua articulação com o planeta e, ainda, mais humana em sua forma de construir a futura cidade. Transformá-la em apenas mais uma mercadoria é uma afronta que não devemos permitir.

notas

NE 1 – o documento “Heritage under siege in Brazil – the Bolsonaro Government announced the auction sale of the Palácio Capanema in Rio, a modern architecture icon that was formerly the Ministry of Education building”, redigido pelo Docomomo Internacional e Brasil, pode ser lido e assinado no link <https://bit.ly/3D7bglQ>.

NE 2 – sobre o tema, veja a série de artigos:

CAU/BR, Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil; et. al. “O MEC não pode ser vendido!”. Manifesto contra ameaça de venda do Palácio Capanema. Drops, São Paulo, ano 21, n. 167.06, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/21.167/8203>.

COMAS, Carlos Eduardo. Equipamentos, documentos, monumentos, desgovernos. A desventura do Palácio Capanema. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.10, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8226>.

CURTIS, William J. R. A destruição da memória. Contra a privatização de um importante monumento histórico e cívico. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.07, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8220>.

DANOWSKI, Miriam. Memória ameaçada. Governo federal continua evasivo sobre o destino do Palácio Capanema. Minha Cidade, São Paulo, ano 22, n. 254.01, Vitruvius, set. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/22.254/8239>.

FRAMPTON, Kenneth. Carta de Kenneth Frampton a Ana Tostões e Renato Gama-Rosa Costa, presidentes do Docomomo International e Brasil. Palácio Capanema em risco. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.06, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8218>.

HATOUM, Milton. Palácio Capanema. O difícil processo de alfabetização. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.12, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8234>.

LIERNUR, Jorge Francisco. Lembrete para autoridades sem memória, e sem juízo. O Palácio Capanema não é mercadoria. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.08, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8223>.

MONTANER, Josep Maria. A venda do Palácio Capanema é um ultraje e uma insensatez. Carta aos arquitetos Carlos Eduardo Comas e Abilio Guerra. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.09, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8225>.

ROLNIK, Raquel. Feirão de um sonho de país. Palácio Capanema à venda. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.03, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8204>.

SCHLEE, Andrey Rosenthal. Oportunidade perdida (mais uma...). Ignorância e ignorância assolam o Palácio Capanema. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.11, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8235>.

TOSTÕES, Ana; COSTA, Renato da Gama-Rosa; INTERNATIONAL, Docomomo; BRASIL, Docomomo. Patrimônio sob cerco no Brasil. Palácio Capanema à venda. Minha Cidade, São Paulo, ano 21, n. 253.04, Vitruvius, ago. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/21.253/8216>.

1
“A Revisão Arquitetônica”, introdução para o número especial sobre o Brasil: The Architectural Review, v. 095, n. 567, mar. 1944.

sobre o autor

Jorge Francisco Liernur é arquiteto pela Universidade de Buenos Aires. Foi diretor fundador da Escuela de Arquitectura y Estudios Urbanos de la Universidad Torcuato Di Tella, onde é professor emérito. É professor associado no Doutorado em Arquitectura da Facultad de Arquitectura y Estudios Urbanos de la Pontificia Universidad de Chile. Doutor honoris causa pela UNL, é curador convidado do MoMA de Nova York.

comments

253.08 Rio de Janeiro
abstracts
how to quote

languages

original: português

outros: español

share

253

253.01 São Paulo

Anhangabaú

Uma praça nova assombrada pela velha pobreza

Celso Aparecido Sampaio

253.02 São Paulo

Cinemateca Brasileira

O fascínio do fracasso

Roberto Gervitz

253.03 Rio de Janeiro

MES à venda

Palácio Capanema à venda

Raquel Rolnik

253.04 Rio de Janeiro

Patrimônio sob cerco no Brasil

Palácio Capanema à venda

Ana Tostões, Renato da Gama-Rosa Costa, Docomomo International and Docomomo Brasil

253.05 São Paulo

Carta aberta sobre o Arquivo Histórico de São Paulo

Ana Maria de Almeida Camargo, Ana Célia Navarro de Andrade, Sonia Maria Troitiño Rodriguez and Marcelo Antônio Chaves

253.06 Rio de Janeiro

Carta de Kenneth Frampton a Ana Tostões e Renato Gama-Rosa Costa, presidentes do Docomomo International e Brasil

Palácio Capanema em risco

Kenneth Frampton

253.07 Rio de Janeiro

A destruição da memória

Contra a privatização de um importante monumento histórico e cívico

William J. R. Curtis

253.09 Rio de Janeiro

A venda do Palácio Capanema é um ultraje e uma insensatez

Carta aos arquitetos Carlos Eduardo Comas e Abilio Guerra

Josep Maria Montaner

253.10 Rio de Janeiro

Equipamentos, documentos, monumentos, desgovernos

A desventura do Palácio Capanema

Carlos Eduardo Comas

253.11 Rio de Janeiro

Oportunidade perdida (mais uma...)

Ignorância e ignorância assolam o Palácio Capanema

Andrey Rosenthal Schlee

253.12 Rio de Janeiro

Palácio Capanema

O difícil processo de alfabetização

Milton Hatoum

newspaper


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided