Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Crônica de Carlos Martins, professor do IAU USP São Carlos, sobre a evolução da crise política brasileira, agora avançando na seara moralista devido às acusações de corrupção no governo central.

how to quote

MARTINS, Carlos A. Ferreira. O novo e velho BBB. Udenismo nosso de cada dia. Drops, São Paulo, ano 21, n. 165.05, Vitruvius, jun. 2021 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/21.165/8138>.


Frankstein e o Diabo na terra de Bacurau
Imagem AG


Enquanto Juliette e Gil do Vigor iniciam os novos patamares de suas carreiras midiáticas e Carol Conká busca os melhores consultores de imagem para tentar reverter o desastre de sua passagem pelo reality, uma nova atração diária monopoliza a atenção de uma audiência, mais limitada numericamente, mas igualmente fiel à atração.

Com direito ao mesmo esquema de emissão ao vivo para assinantes e seleção diária de melhores momentos nos programas abertos, o que gaiatos vem chamando de Big Brother Bolsonaro tem apresentado de tudo: bombados truculentos, neoconversos arrependidos, farsantes de vários matizes e uma variedade de raposas para sommelier de vacina nenhum botar defeito.

Não sabemos ainda se estamos chegando ao paredão final ou se o sucesso da temporada vai garantir uma prorrogação, mas é inegável que os roteiristas vêm se empenhando em garantir que valha a pena acompanhar.

Depois de um período que ameaçava começar a entediar, com cientistas do bem combatendo os negacionistas do mal, e uma ou outra despeitada porque não foi aceita no laboratório do castelo assombrado, os roteiristas acharam que valia a pena colocar umas pitadas daquilo que todo brasileiro adora: um pouco de denúncia e muito de corrupção.

Usando de alguma liberdade poético-histórica parece que se descobriu que a denuncia das maldades do fascismo já foi esgotada por Hollywood, mas o charme do udenismo se mantém revigorado.

E para garantir a repercussão, não apareceu um corrupto, mas logo quatro, cujas relações entre si não são nada claras, mas que tem algo em comum: a prevaricação, palavra obscura, mas que só pelo som não prenuncia nada bom, do presida.

Hora de desligar, um pouquinho só, a televisão e prestar atenção ao que podemos aprender sobre nós mesmos e sobretudo por aquelas entidades mágicas que se fazem chamar de opinião pública embora expressem interesses privados bem concretos.

Por que o morticínio deliberado de meio milhão de pessoas (e contando...) e a venda de todo o patrimônio nacional são menos graves do que o fato de que tem bolso privado aberto para grana pública no international business da vacina?

Aliás, o que permitiu em algum momento pensar que essas coisas eram separadas? Alguém realmente acha, neste mundão de wizards e havans, que privatização é uma questão de ideologia?

Teria isso algo a ver com o fato de que a ênfase sobre a corrupção e não sobre o genocídio urbi et orbe é o que permite o truque retórico de retomar a polarização entre o genocida e Lula e, por extensão, tentar pela enésima vez criar o Frankenstein terceira via?

E, curiosidade das curiosidades, os roteiristas do novo show da vida estão mesmo apostando num Frankenstein da diversidade contra o dragão pernambucano da maldade? Algo assim como um Bacurau às avessas?

nota

NE1 – Publicação original do texto: MARTINS, Carlos Ferreira. O novo e velho BBB. Opera Mundi Uol, São Paulo, 4 jul. 2021 <https://operamundi.uol.com.br/opiniao/70388/o-novo-e-velho-bbb>.

sobre o autor

Carlos Ferreira Martins é professor Titular do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP São Carlos.

 

comments

165.05 política
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

165

165.01 política

Mentiras criminosas e mentiras amenas

Milton Hatoum

165.02 política

O berrante e a boiada

Carlos A. Ferreira Martins

165.03 defesa da cultura

Carta aberta sobre a mudança no Museu da Casa Brasileira

Gustavo Greco Lisita, Ludmila Oliveira da Cunha Pereira, Giovanni Vannucchi and Associação Brasileira de Empresas de Design Abedesign

165.04 arquitetura e memória

A demolição do tobogã e as memórias de um torcedor

A privatização e elitização do Estádio do Pacaembu

Erick Vicente

165.06 homenagem

Jaime Lerner (1937-2021)

O homem que reinventava cidades

Vicente Loureiro

165.07 desempenho ambiental

O pobre desempenho ambiental dos escritórios por trás da caixa de vidro

O mito das certificações verdes (parte 7/8)

Ranny Michalski, Joana Gonçalves, Roberta Mülfarth, Marcelo Roméro, Alessandra Shimomura, Eduardo Pizarro, Monica Marcondes-Cavaleri, Paula Lelis, Marcelo Mello and João Cotta

newspaper


© 2000–2021 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided