Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Regiane Pupo sobre o processo de demolição do P&O Tower, edifício de 54 metros de altura localizado no número 122 da rua Leadenhall, em Londres, que vem sendo demolido de baixo para cima, devido às características de seu sistema estrutural

english
Pupo on the process of demolition of the P & O Tower, the building of 54 meters located at number 122 Leadenhall Street in London, which is being demolished from the bottom up, due to the characteristics of its structural system explained by author

español
Regiane Pupo sobre el proceso de demolición del P&O Tower, edificio de 54 m de altura localizado en el número 122 de la calle Leadenhall, en Londres, que vine siendo demolido de abajo hacia arriba debido a las características de su sistema estructural

how to quote

PUPO, Regiane Trevisan. Demolição de baixo para cima? Drops, São Paulo, ano 08, n. 023.08, Vitruvius, jul. 2008 <https://vitruvius.com.br/revistas/read/drops/08.023/1762>.


Seria muito normal que um prédio de 54 metros de altura, com 14 andares e 3 subsolos fosse demolido a partir de seus andares superiores até o andar térreo. Mas isso não é o que está acontecendo no P&O Tower (1) localizado no número 122 da rua Leadenhall, em Londres. Projetado por Gollins Melvin Ward and Partners e terminado em 1969, o prédio já foi considerado um dos mais complexos da Inglaterra, inspirado no Seagram Building de Nova Iorque. Segundo a World Architecture News (agosto, 2007), a razão desta “inversão gravitacional” se dá pelo fato da forma com que foi construído. O diretor de projetos da proprietária do prédio, a British Land, Mattew White relata que esta construção é uma das 4 construídas da mesma forma em Londres durante a década de 60 e a primeira delas a ser demolida. Explica que os andares inferiores foram removidos primeiro para que se pudesse ver o núcleo de concreto central (Figura 1).

Isso é possível porque cada andar é seguro por uma enorme viga situada no topo do edifício e suportada por esse núcleo, em torno do qual os andares foram sendo pendurados de cima para baixo. Ela será retirada do último piso primeiro, deixando o seu núcleo livre, que então será demolido de cima para baixo (Figura 2).

Segundo o professor Dr. José Antunes de Oliveira e Souza da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da UNICAMP,“seria complicado fazer a demolição de cima para baixo nesse edifício, exceto quando se trata da demolição do núcleo central”.

Explica que, salvo casos muito particulares, essa estratégia de demolição não se aplicaria a edifícios construídos de forma convencional.

Uma plataforma de suporte foi construída ao redor do núcleo do prédio e está sendo suportada por uma moldura de aço, assim os andares mais altos poderão ser demolidos primeiro, pois na parte externa, em vez de pilares comprimidos tem-se na realidade tirantes, tracionados. A figuras 3 e 4 mostram como a plataforma de suporte foi adicionada à base dos superiores com a devida proteção dos andares remanescentes..

A localização do prédio sendo demolido é privilegiada pela vizinhança com importantes construções, como a sede da Swiss Re Insurance Company, com projeto de Foster & Partners (ao fundo da figura 5) e de importantes construções históricas como a catedral de Saint Paul.

A previsão é de que neste início de 2008, seja totalmente demolido dando espaço para a construção do The Leadenhall Building, também conhecido como o “ralador de queijo” (Figura 6), com previsão de término para 2011. O projeto é assinado pelo escritório londrino Rogers Stirk Harbour + Partners, de Richard Rogers, ganhador do Premio Pritzker de arquitetura de 2007, e será o edifício mais alto de Londres, com . uma torre de 225 metros de altura e 50 andares.

notas

1
Peninsular and Oriental Steam Navigation Company

agradecimentos

Eduardo Aviz e professor Dr. José Luiz Antunes de Oliveira e Sousa (Unicamp).

sobre o autor

Regiane Pupo, Arquiteta, doutoranda na Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da UNICAMP, Campinas, São Paulo, e professora dos cursos de Arquitetura e Design Industrial da UNIVALI, em Santa Catarina. É bolsista da FAPESP desde 2006.

Regiane Pupo , Campinas SP Brasil

Figura 1: Demolição dos andares inferiores para a visualização e acesso ao núcleo central do prédio
Foto Regiane Pupo (Jul/2007)

Figura 2: Esquema de suporte da viga superior ao núcleo central

Figura 3: Plataforma de suporte
Foto Fernanda Paranzzini (fev/ 2008)

Figura 4: Proteção dos andares remanescentes
Foto Fernanda Paranzzini (fev/ 2008)

Figura 5: Localização com a sede da Swiss Re Insurance Company ao fundo – Foster &Partners
Foto Fernanda Paranzzini (fev/ 2008)

Figura 6: Nova construção na rua Leadenhall Street, Londres. Projeto de Richard Rogers

 

comments

023.08
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

023

023.01 prêmio pritzker

Operação triunfo

Jean Nouvel ganha o Prêmio Pritzker 2008

Fredy Massad and Alicia Guerrero Yeste

023.02

O arquiteto global - lord Norman Foster

Os desafios do lord Norman Foster

Reginaldo Marinho

023.03

São Paulo, uma metrópole

Fredy Massad and Alicia Guerrero Yeste

023.04

Desenhos como arquiteturas

Renata Falzoni

023.05

Frank Gehry e Oscar Niemeyer

A plasticidade em arquitetura

Sérgio Sister

023.06

Lirismo e geometria

A Praça Dedé Caxias, ou Praça Turca, em Juazeiro, Bahia

Márcio Correia Campos

023.07

Workshop em Ankara

Troca de experiências de ensino

Mariana Malufe

023.09

Richard Rogers e a figura da epiderme

Rémi Rouyer

newspaper


© 2000–2022 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided